Meu humor


Arquivos

    Categorias
    Todas as mensagens
     Evento
     saiu na mídia

    Outros links
     Maternidade São Luiz
     Cryopraxis
     Madres con Ruedas
     Na Luta
     ASSIM COMO VOCÊ
     Tocando as rodas
     Mão na Roda
     Agencia Inclusive
     Mobility Brasil
     Lilla Ka
     Flávia Cintra
    Contato




    Memórias de uma mãe cadeirante
     


    Ana Laura LINDA!!!



    Escrito por Flavia Cintra às 12h10
    [] [envie esta mensagem
    ] []





    Estava dormindo ou estava acordado?

    - Que música linda, mamãe... canta outra vez?

    Eu achei que ambos já estivessem dormindo quando ouvi esse pedido. Estavam quietinhos, olhinhos fechados, respiração pesada.

    Adoro fazê-los dormir, velar seu sono e, depois que adormecem, eu sempre rezo e canto uma última música que não pertence ao repertório infantil. Canto para que ouçam dormindo e a "arquivem" como uma declaração de amor. É uma coisa minha... de mãe boba, acabou virando um ritual como tantos que temos. Tenho uma seleção que passa por "Como é grande o meu amor por você" e outras do gênero. Hoje cantei "Eu sei que vou te amar" e no final, Mateus me pediu para repetir.

    - Filho, você ainda está acordado?

    - Não, eu estou dormindo, mas quero ouvir dormindo você cantar outra vez.

    Sem esticar o assunto, cantei de novo, olhando para ele que sorria enquanto dormia...

    "Eu sei que vou te amar
    Por toda a minha vida eu vou te amar
    Em cada despedida eu vou te amar
    Desesperadamente, eu sei que vou te amar
    E cada verso meu será
    Pra te dizer que eu sei que vou te amar
    Por toda minha vida
    Eu sei que vou chorar
    A cada ausência tua eu vou chorar
    Mas cada volta tua há de apagar
    O que esta ausência tua me causou
    Eu sei que vou sofrer a eterna desventura de viver
    A espera de viver ao lado teu
    Por toda a minha vida"

    Filhos são a melhor coisa da vida.

    Boa noite!



    Escrito por Flavia Cintra às 22h40
    [] [envie esta mensagem
    ] []





    "Efeito Cinderela" II

    Meu cabelereiro costuma dizer que suas clientes parecem ter duas mãos esquerdas... de tão desajeitadas que são! Para mim que faço parte deste grupo, também me falta tempo e coragem de me aventurar numa tintuta sozinha. Sem contar que meu filho agora virou o narrador oficial da minha vida e um dia desses, enquanto minha ajudante aplicava tonalizante nos meus cabelos, o ouvi dizendo (para o pai!) ao telefone "a mamãe está pintando o cabelo". Ele simplesmente conta tudo o que acontece para todo mundo... privacidade zero! rs.

    Eu ainda estou nos tonalizantes e quando tiver que me render às tinturas (em breve), já sei como fazer. Aprendi fazendo a matéria da semana passada, que me surpreendeu com o número de e mails que chegaram pedindo que se fale mais sobre o assunto. E vieram mensagens de homens também, pedindo para falarmos sobre os cabelos deles, acredita?



    Escrito por Flavia Cintra às 21h52
    [] [envie esta mensagem
    ] []





    "Efeito Cinderela"

    Estou encantada com o poder da maquiagem. Sei que aos 37 anos, já passei da fase de descobrir o tom de blush que combina mais com a minha pele, a sombra que faz mais efeito ou a melhor textura de uma base. Só que eu pulei essa fase e nunca me apaixonei pelos cosméticos. Sou do tipo que está sempre de cara lavada e usa, no máximo, um lápis com rímel nos olhos e um batom discreto. E olhe lá... isso em ocasiões especiais!

    Agora, neste novo trabalho, precisei começar a usar um pó para a pele não brilhar no vídeo e, aos poucos, vou ganhando um pouco de intimidade com esse mundo de tons e texturas. Confesso que estava achando tudo muito chato. Mudei de idéia no dia que passei a noite em claro cuidando dos meus pequenos que estavam com virose e tomei um susto quando me olhei  de manhã. Não dava para sair para trabalhar com aquela cara! Dez minutos de aplicações mágicas na frente do espelho me deram a aparência de quem tinha dormido dez horas... inacreditável!

    Continuo achando que o legal é a maquiagem que faz parecer que a pessoa nem está maquiada. Agora eu quero aprender mais.



    Escrito por Flavia Cintra às 23h12
    [] [envie esta mensagem
    ] []



     
      [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]