Meu humor


Arquivos

    Categorias
    Todas as mensagens
     Evento
     saiu na mídia

    Outros links
     Maternidade São Luiz
     Cryopraxis
     Madres con Ruedas
     Na Luta
     ASSIM COMO VOCÊ
     Tocando as rodas
     Mão na Roda
     Agencia Inclusive
     Mobility Brasil
     Lilla Ka
     Flávia Cintra
    Contato




    Memórias de uma mãe cadeirante
     


    Carta para o futuro

    A Revista Trip publicou cartas endereçadas ao ano de 2020.

    Vale a pena dar uma olhada em http://revistatrip.uol.com.br/revista/193/colaborativa/cartas-para-o-futuro.html.

    A minha está aqui:

    Uma maçã do amor para 2020

                                                                                                                                          Por Flávia Cintra*

     

    Assim como as outras mães paulistanas, eu passei este inverno seco[1] de 2010, lembrando meus filhos de beberem água toda hora e aplicando soro fisiológico em seus narizinhos. Com o umidificador[2] ligado na sala, agora assistimos o DVD[3] da Branca de Neve enquanto eu penso no futuro.

    “Faça um desejo e morda a maçã!” - diz a rainha má, disfarçada de velhinha, à Branca de Neve.

    Com 3 anos, a situação mais injusta que meus filhos já viram foi Branca de Neve mordendo a maçã envenenada. Não conhecem o preconceito e a dor que ele causa. Me angustia pensar que seja inevitável eles provarem desse veneno. Nós merecemos um mundo mais justo[4].

    Hoje, eu mordo esta maçã desejando que em 2020 seja comum uma cadeirante[5] ter filhos, trabalhar em qualquer função ou fazer compras no supermercado. 

     

    * Flávia Cintra tem 37 anos, é jornalista, cadeirante e mãe de gêmeos


    [1] Em agosto/2010, a umidade do ar chegou a 12%.

    [2] Umidificador – Aparelho elétrico que continha um tanque d´água com emissor de ultrassom que liberava vapor e umedecia o ar.

    [3] DVD – Abreviação de Digital Video Disc. Foi criado em 1996 para armazenar arquivos digitais, como filmes, imagens e músicas. Antes dele, existia o CD.

    [4] A Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, promulgada em 2007 pela ONU, garante direitos básicos às pessoas com deficiência.

    [5] Fiquei tetraplégica em 1991, após um acidente de carro, quando tinha 18 anos. Fiz reabilitação na AACD e lá me reestruturei física e emocionalmente para começar uma nova vida.

     



    Escrito por Flavia Cintra às 11h32
    [] [envie esta mensagem
    ] []



     
      [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]