Meu humor


Arquivos

    Categorias
    Todas as mensagens
     Evento
     saiu na mídia

    Outros links
     Maternidade São Luiz
     Cryopraxis
     Madres con Ruedas
     Na Luta
     ASSIM COMO VOCÊ
     Tocando as rodas
     Mão na Roda
     Agencia Inclusive
     Mobility Brasil
     Lilla Ka
     Flávia Cintra
    Contato




    Memórias de uma mãe cadeirante
     


    Ano que vem tem mais!

    Envolta de enlatados, papéis de presente, temperos e dois pequenos curiosos que não param de perguntar “para que isso serve?”, “o que é isso?”, “posso pegar um pedacinho?”, só agora me caiu a ficha que o ano acabou. Vim num movimento tão acelerado que atravessei dezembro quase inteiro acreditando que ainda faltava muito para o natal e que eu, finalmente, estava providenciando tudo com muuuuuita antecedência. Mas, na verdade, essa foi a primeira vez que organizei meu fim de ano sem estar atrasada! Para quem tem problemas crônicos e existenciais com o tempo, essa é uma baita conquista.

    Agora estou aqui estudando receitas de peru na internet. Vou preparar o prato pela primeira vez na minha vida e não posso errar, já que será essa a minha contribuição para a ceia de amanhã. Já fiz a berinjela em conserva, que é a minha especialidade na família, e também vou levar um doce de chocolate. Faz pouco tempo que aprendi a gostar de ser “dona de casa” e nessa época do ano eu gosto ainda mais.

    Adoro escolher os presentes, escrever os cartões, arrumar as embalagens, trocar telefonemas com minhas irmãs para resolver detalhes de última hora. Como fazemos todos os anos, nos reuniremos na casa da minha mãe e a empolgação das crianças me trás de volta o sabor da infância. A família vai crescendo e continuamos firmes, ninguém abre mão de estarmos juntos no natal. Que venham os novos maridos, esposas, amigos, namorados, agregados, todos muito bem vindos. Uma delícia.

    Esse foi um ano muito importante, muito mesmo. Não vou escrever retrospectiva, acho que não precisa. Apesar de não ser assídua como eu gostaria nos meus posts, eu sei que você sabe o quanto esse ano foi intenso, desafiador e generoso comigo. Sei que você torceu por mim e comigo, se emocionou junto, sentiu “borboletas na barriga” como eu. Eu sei que se você vem sempre aqui é porque temos valores, objetivos, interesses, sonhos em comum. Eu te desejo o melhor natal da sua vida. E que em 2011 a gente possa continuar essa preciosa troca por aqui.

    Com amor,

    Flávia



    Escrito por Flavia Cintra às 12h36
    [] [envie esta mensagem
    ] []



     
      [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]